LITERATURA ORTODOXA

"A Tradição da Igreja é, corretamente, qualificada de oral. Entretanto, no decorrer dos tempos, ela foi também fixada por escrito. Já a Tradição Apostólica compreende tanto a pregação oral dos mesmos como a Escritura que nos legaram:

Disso dão também testemunho, além da Sagrada Escritura, as obras dos Padres Apostólicos e, ulteriormente, os Doutores da Igreja Indivisa e os Símbolos da Fé, o mais utilizado dos quais é o de Niceia-Constantinopla. Importa citar, ainda, o Livro dos Cânones dos Santos Apóstolos, dos Santos Concílios Ecumênicos e Locais e dos Santos Padres, que reproduzem, em primeiro lugar, os dogmas do IV, VI e VII Concílios Ecumênicos e incluem o conhecido "Símbolo de Santo Atanásio"; e os Livros Litúrgicos da Igreja Ortodoxa, em que se perpetua, até aos nossos dias, não somente a vida de Oração, que foi a da antiga Igreja Cristã, mas também a sua Confissão de Fé.

Importa sublinhar claramente, uma vez mais, o fato de que na IGREJA ORTODOXA a Tradição – como afirma retamente F. Heiler – "não é a reprodução mecânica de um sistema de fórmulas estabelecidas e fixas, mas antes uma inesgotável fonte de vida"." (Metropolita Gabriel de Lisboa – Mosaicos, p.106)

 

à Edição do Secretariado para a Cultura Cristã da Igreja Católica Apostólica Ortodoxa de Portugal:

Os livros abaixo relacionados, são indicados por estarem em acordo com a Tradição da Igreja

à SAGRADAS ESCRITURAS

à Edições Paulinas:

à Editora Vozes:

à Editora Santuário:

à Edições Paulistas:

à Editoria Cidade Nova:

à Editorial Herder: (Barcelona)

à Desclée de Brouwer:

à Editions du Cerf:

                                                                                                                                                               Volta