DEPURA플O


VII CURSO DE FITOTERAPIA

Rio de Janeiro, 04 de abril de 1996


DEPURA플O

A DEPURA플O DO NOSSO ORGANISMO, PODE SER FEITA PELO SOL, PELO AR, PELA 핯UA, PELOS ALIMENTOS E PELAS PLANTAS MEDICINAIS. Depurar, significa limpar, purificar, e este um processo muito importante na manuten豫o da Sade.
Quando comeamos a tratar uma pessoa com Fitoterapia, a Depura豫o, um dos primeiros passos a se por em prtica, e isto significa colocar para fora todas as Toxinas e Impurezas, acumuladas, causadas pela polui豫o ambiental, agrotxicos dos alimentos, por uma dieta desbalanceada, por ingesto de alimentos qumicos, excesso de gorduras, sedentarismo e muitos outros hbitos nocivos ao bom funcionamento do corpo. O STRESS, um agravante, que cria um estado de tenso, que inibe as fun寤es excretoras do organismo.
Enquanto a capacidade de elimina豫o do corpo, maior do que a exposi豫o e ingesto de substncias nocivas, o organismo funciona bem, mas quando esta capacidade no consegue acompanhar este ritmo, sobrevem a intoxica豫o. Neste momento o processo de DEPURA플O, importante, e deve ser utilizado como um RECURSO de DESINTOXICA플O.
Quando uma pessoa comea a ficar intoxicada, aparecem SINAIS, que comeam a avisar que o organismo precisa de Depura豫o para que No se Instale o Desequilbrio da Sade.
Quanto maior o estado Intoxica豫o, Maior o Mal Estar ao Acordar.
Alm de :
* Sintomas Mentais : Mente confusa, indeciso, mmoria fraca, raciocnio lento e embaralhado, etc..., que podem culminar com distrbios mentais diversos.
* Sintomas Emocionais : Depresso, mau humor, ansiedade, desnimo, etc..., que podem culminar com distrbios emocionais diversos.
* Sintomas Fsicos : Olhos vermelhos, boca pastosa ou seca, lngua coberta com uma placa branca, amarelada, e at marrom, mau hlito, dores difusas, problemas de pele, mau estar geral, etc...,
Estes sinais e sintomas, so proporcionais, ao estado de intoxica豫o, que se no for revertida, pode gerar altera寤es orgnicas, traduzidas pelo estado de doena.
"O PROCESSO DE ELIMINA플O TEM SEU AUGE PELA MANH, E TODOS OS ALIMENTOS E PRINCIPALMENTE ESTIMULANTES, BLOQUEIAM OS MECANISMOS DE ELIMINA플O, E AO INGERI-LOS, A SENSA플O DE MELHORIA IMEDIATA, MAS AS FUN합ES EXCRETORAS S홒 INTERROMPIDAS ANTES DE SUA FUN플O ESTAR CONCLUDA. AS TOXINAS N홒 ELIMINADAS, S홒 ABSORVIDAS E ACUMULADAS DIA APS DIA. O IDEAL AO ACORDAR, TOMAR APENAS 핯UA TEMPERATURA AMBIENTE, ESPERAR O FIM DOS SINTOMAS DE ELIMINA플O E S COMER QUANDO APARECER A FOME VERDADEIRA". Dr. Soleil
PRINCIPAIS RG홒S DE DEPURA플O S홒

PELE
PULMES
FGADO
RINS
INTESTINOS

Diversos fatores causam uma diminui豫o do processo de elimina豫o.

NA PELE :
- Roupas de tecidos sintticos
- Sabonetes alcalinos
- Desodorantes e cremes que contenham substncias qumicas, e que impeam a respira豫o natural da pele.

NOS PULMES :
- Polui豫o atmosfrica
- Fumaa de cigarro
- Respira豫o superficial, e com pouca amplitude
- Alimentos industrializados, cujos resduos so eliminados pelos pulmes.

NO FGADO :
- 햘cool
- Fumo
- Caf, ch preto, cacau
- A旿car branco
- Produtos qumicos, alimentos refinados e industrializados
- Excesso de gordura animal, com poucos alimentos vegetais

NOS RINS :
- Falta de gua
- Excesso de sal
- Produtos qumicos e alimentos industrializados

NOS INTESTINOS :
- Os mesmos do Fgado
- Priso de ventre ou constipa豫o o grande inimigo do processo de elimina豫o.

Evitando ou minimizando os fatores acima, j se estar colaborando com o processo de depura豫o natural e constante do organismo.

ALIMENTOS DEPURATIVOS


Quando estes alimentos so includos na alimenta豫o diria, eles promovem um processo contnuo de limpeza orgnica, no s pelas propriedades bioqumicas que contm, mas tambm pelo processo de varredura mecnica realizado por suas fibras.

HORTALIAS e LEGUMINOSAS

Agrio, aipo, alcachofra, alface, alho, alho por, bardana, beterraba, brcolis, cebola, cebolinha, cenoura, chicria, couve, couve-flor, inhame, nabo, rbano, rabanete, rcula, salsa, tomate, entre outros.

FRUTAS

Abacaxi, abacate ameixa, amora, azeitona, caj, carambola, cereja, figo, grapefruit, jenipapo, laranja, lima, limo ma豫, manga, maracuj, morango, pera, uva, entre outras.

Todas as frutas doces, depuram e ajudam a diminuir o calor, pois so refrescantes.
As frutas ctricas, consumidas em jejum estimulam a produ豫o de substncias alcalinas.

BROTOS E SEMENTES GERMINADAS

Todos os alimentos biognicos por sua pureza e qualidade so depurativos.


JEJUM

O Jejum por si s, o grande depurador natural, pois interromper o fluxo constante de ingesto de alimentos, confere um tempo maior para que o processo de elimina豫o se complete.
Pode ser praticado como um hbito saudavl, e sua frequncia um processo instintivo e pessoal em quem j descobriu o bem estar e a sade conferida por um jejum regular e equilibrado.
Pode ser praticado semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente, principalmente no primeiro dia de lua nova ou cheia, ou s esporadicamente, mas, o jejum feito com prazer e de forma correta, produz um bem estar to grande que digno de ser "degustado".
Para quem tem o hbito de s se alimentar de produtos naturais, o jejum pode ser praticado a qualquer hora, porm pessoas que ingerem muitos produtos animais e qumicos, devem fazer uma suspenso gradativa deste tipo de alimenta豫o antes de praticar o jejum completo, pois pode desencadear um violento processo de elimina豫o e que pode ser evitado minimizando a elimina豫o abrupta de produtos txicos.

Para pessoas que tem uma alimenta豫o dita NORMAL da grande maioria, deve-se fazer um jejum progressivo suprimindo.

1 - Todos os produtos animais
2 - Todos os excitantes
3 - leos e gorduras
4 - Cereais cozidos
5 - Hortalias e frutas cozidas
6 - Misturas de frutas e hortalias (cada alimento deve ser comido separadamente)

O retorno alimenta豫o dever seguir o processo inverso.

O tempo destas etapas depender do tempo de jejum, eis alguns esquemas :

1 DIA DE JEJUM

2 dias reduzindo os alimentos ( com 1 etapa por refei豫o = 3 etapas por dia)
1 dia de jejum
2 dias retornando progressivamente aos alimentos no processo inverso
3 DIAS DE JEJUM

3 dias reduzindo os alimentos (2 etapas por dia)
3 dias de jejum
3 dias retornando progressivamente alimenta豫o OU

6 dias reduzindo os alimentos (1 etapa por dia)
3 dias de jejum
6 dias retornando progressivamente alimenta豫o


6 DIAS DE JEJUM

12 dias reduzindo os alimentos (1 etapa a cada 2 dias)
6 dias de jejum
12 dias retornando progressivamente s etapas


12 DIAS DE JEJUM

18 dias reduzindo os alimentos
12 dias de jejum
18 dias retornando progressivamente s etapas Este processo visa no s a evitar um processo de elimina豫o muito violento como tambm a boa digesto ao retornar alimenta豫o normal.
Durante o jejum, deve-se tomar muita gua em temperatura ambiente, de preferncia at 3 litros dirios, o que ajudar muito a limpar o tubo digestivo.
Chs depurativos tambm so recomendados.
Sucos tambm podem ser saboreados, e so recomendados principalmente para pessoas no habituadas ao jejum.
A Po豫o Mgica, tambm recomendada pelo Dr. Soleil, e consiste em :
* 1 colher de sopa de suco de limo
* 1/2 colher de sopa de mel ou rapadura
* 7 colheres de sopa de gua
* 1 colher de sopa da gua em que colocamos uma pimenta malagueta amassada em um copo de gua e coamos.
O limo e a pimenta estimulam as fun寤es excretoras, o mel restaura a glicemia, e serve para corrigir os sintomas de acetonemia do jejum.

Sinais e Sintomas que podem ocorrer durante o jejum, e o que fazer :

* Mau hlito e gosto desagradvel na boca - Fazer bochechos e gargarejos com gua ou ch frio de menta, hortel ou erva cidreira, escovar cuidadosamente os dentes e a gengiva
* Odores corporais fortes - Banhos de chuveiro frio, massagenado a pele com uma bucha, banhos de mar, lavagem externa da pele (explicada adiante)
* Hlito com forte cheiro de acetona - Po豫o Mgica, Lavagem Intestinal (explicada adiante).
* Odor e gosto de blis na boca - Lavagem Intestinal
* Dores de cabea e Nuseas - Bolsa de gua quente na regio do fgado. Chs Depurativos.
* Nariz Entupido - Lavar o nariz com soro fisiolgico, ou gua levemente salgada com sal marinho. Limpar o fundo da garganta gargarejando, fungando e cuspindo. Fazer exerccios de expira豫o contra a resistncia (como ao tocar uma corneta)
* Urina escura e com cheiro forte - Ingerir mais lquido, descansar com as pernas levantadas.
* Insnia, cansao - Relaxar, ler, Yoga, banho de banheira morno com ervas aromticas (eucalipto, alecrim)
* Dores agudas, febre - Aplica豫o de compressas frias no local de dor, lembrar que a febre uma rea豫o natural de defesa do organismo.
* Sensa豫o de Frio - Exerccios, Yoga, ou Banho quente (no muito), bolsa de gua quente nos ps, cobertor.

Estes sintomas costumam ser minimizados quando se segue as etapas preliminares do jejum.

Durante o jejum, podem surgir perodos de fome que desaparecem logo, principalmente quando tomamos sucos, ou a Po豫o Mgica.
Fique perceptivo ao seu estado mental e emocional, pois muitos aspectos de seu ntimo podem lhe ser reveladas. Lembre-se que muitas religies recomendam o jejum como prtica espiritual.
Um bom dia para se fazer jejum um dia de atividade livre como Domingo ou Feriado.

DEPURA플O PELO SOL

Luz vida, e o SOL traz esta energia pura e geradora de vida, com tantos benefcios, que muitos deles no foram ainda sequer imaginados pela cincia moderna tal a qualidade e quantidade de energias e partculas que nos envolve, aquece e acaricia o ser, que nutre no s o Corpo como o Esprito pois traz a viso das coisas e as cores. Principalmente as crianas, que tem no Sol um Fator fundamental de Boa Sade. Felizmente o SOL nasceu para todos.
A nvel fsico aquece a Ar a 햓ua e todos os outros elementos, permite s plantas realizarem a Fotossntese, para nos passarem sua energia atravs dos alimentos, ativa a circula豫o da pele e a faz suar para se auto lavar, e muito mais. Banhos de SOL (sem exageros) para todos.

DEPURA플O PELA RESPIRA플O Quanto mais puro for o AR respirado, e mais profundo for o movimento respiratrio, maior a capacidade de trocas gasosas, e de consequente Depura豫o Respiratria. Os exerccios cusam naturalmente uma expanso destes movimentos, e este mais um dos inmeros motivos de que devem ser praticados regularmente.
A prtica de Yoga permite atravs de ASANAS e PRANAYAMA, quando associada uma alimenta豫o natural, o livre fluxo de energias atravs do NADIS e CHACRAS, revitalizando toda a nossa estrutura energtica atravs do PRANA num nvel muito sutil.


DEPURA플O PELA 핯UA

A 햓ua por excelncia o agente de limpeza da natureza, quanto mais 햓ua (pura) se bebe melhor, ela limpa e tonifica todo o Tubo Digestivo.
햓ua e um agente muito importante para todos os rgos depurativos :

* Pulmes - Umidifica o AR
* Pele - Lava a pele
* Rins - Permite o Fluxo Urinrio
* Fgado - Diminui o seu trabalho de detoxifica豫o por lavar o intestino
* Intestinos - Confere fluidez ao bolo alimentar, permite a lavagem intestinal direta A quantidade de gua que se deve beber por dia pode variar de 1 a 3 litros, e depende de um processo natural que a Sde, mas beber bastante lquido tambm um processo que deve ser reeducado em quem tem hbito de beber pouco lquido, e no raro acometido de constipa豫o intestinal.


A LAVAGEM DA PELE

Consiste em enrrolar o corpo da pessoa num lenol molhado, e cobri-la com uma coberta. Este mtodo permite a gua absorver as impurezas que ficam retidas na superfcie da pele, e que passam para o lenol molhado, limpando a pele de maneira profunda e regeneradora. Pode ser aplicado em pessoas sem problemas respiratrios, cardacos ou extremidades frias, muito til para casos de intoxica豫o alimentar e que necessitam de depura豫o profunda. muito benfico para restabelecer o Equilbrio Trmico do corpo.
Pode-se cobrir a cama com um plstico para no molhar o colcho, estende-se uma coberta por cima deste, e por cima o lenol, que dever estar bem mido, com gua em temperatura ambiente, envolve-se a pessoa no lenol e depois enrrola-se a manta por cima. A dura豫o recomendada a de no mximo 1 hora. Depois disto retira-se o lenol por baixo da coberta que dever cobrir ainda a pessoa por mais 20 minutos para evitar a entrada repentina de ar frio, devendo-se iniciar os primeiros movimentos de aquecimento por baixo da coberta. O lenol quando torcido depois da lavagem da pele poder revelar uma gua turva e com odor, variveis de acordo com o estado de intoxica豫o da pessoa.


A LAVAGEM INTESTINAL

tambm chamada lavagem interna. Consiste em lavar a regio terminal do Clon com gua a 37o C., introduzindo aos poucos e delicadamente, uma mangueira de 60 a 80 cm. de comprimento (como a de chuveirinho, de preferncia de Ltex flexvel e lubrificada), profundamente no nus, para tentar atingir o Clon descendente, a pessoa dever estar ajoelhada e com os ombros curvados para a frente quase tocando o cho, a gua dever ser drenada lentamente (diretamente do chuveiro ou de uma bolsa com 2 litros de gua), de forma que em torno de 2 litros de gua sejam introduzidos no Clon, pequenas pancadinhas na barriga com as palmas das mos podem ser teis para ajudar a soltar as placas, logo depois a pessoa se levanta, e evacua em jato, pode ser repetido mais uma vez para eliminar o que no foi solto e ainda ficou como resduo. Este mtodo permite e remo豫o de placas fecais acumuladas as vezes por muito tempo devido constipa豫o crnica, ou outras causas que gerem a reten豫o de substncias txicas. muito til em pessoas com dificuldades para evacuar, e confere alvio rpido de cefalias, altera寤es de humor, e outros sintomas de intoxica豫o alimentar crnica.

DEPURA플O PELA FITOTERAPIA As Ervas Medicinais so um importante recurso para a depura豫o do organismo. Como j enfatizamos anteriormente, uma depura豫o bem feita, deve englobar todos os fatores e processos envolvidos na limpeza do organismo.
As Ervas Medicinais podem fortalecer e acelerar estes mecanismos atravs de suas propriedades, muitas delas ainda no estudadas e cujos mecanismos de a豫o, tambm ainda no tem explica豫o cientfica, mas seus efeitos, so conhecidos de longa data, pelos XAM홙, e pelas pessoas que h muito trabalham com ervas, e seus resultados esto bem consolidados na cultura e prtica popular.
Pessoas com alimenta豫o irregular, desbalanceada, ou biocdica, so candidatos Depura寤es peridicas, porm pessoas com Constipa豫o Crnica, sero extremamente beneficiadas com este processo, que poderia at mesmo, ser considerado necessrio devido sua virtual condi豫o de intoxica豫o.
O processo de elimina豫o repentino, desencadeado pela mobiliza豫o de toxinas at ento estacionadas nos diversos locais do organismo, ou mesmo circulantes sob a forma de radicais livres, e que comeam a ser eliminadas pelos orgos depurativos em grande quantidade, pode provocar a chamada SNDROME DE CURA, que consiste, em diversas manifesta寤es, semelhantes porm mais acentuadas do que as provocadas pelo Jejum, podendo surgir principalmente altera寤es Dermatolgicas, como acne e furnculos. Esta sndrome, pode ser muito amenizada, por uma dieta que tenha incio alguns dias antes do depura豫o com as Ervas, e prosseguindo ao longo do tratamento.

Existe um ditado popular que diz "MULHER SANGRANDO N홒 SE D ERVA"
O mesmo vlido para gestantes, pois muitas ervas medicinais podem ter efeitos prejudiciais neste caso, e preciso um conhecimento correto e apurado, para este tipo de indica豫o.

A depura豫o geralmente feita com Chs e Tinturas.
Faz-se o tratamento durante 20 dias e descansando 8, podendo ento ser repetido quando necessrio.


ERVAS DEPURATIVAS

A depura豫o feita atravs de ervas com efeito :

DESENTOXICANTE
ALCALINIZANTE DO SANGUE
DIURTICO
LAXANTE
CARMINATIVO
DIAFORTICO ou SUDORFICO

As ervas depurativas relacionadas abaixo, so muito eficientes, e fceis de serem encontradas. DENTE DE LE홒 : Taraxacum officinale - um excelente depurador, pois tem multiplos efeitos, abrangendo praticamente todos os rgos eliminadores, eis alguns de seus efeitos : Depurativo, diurtico, diafortico, laxante, alcalinizante, antieczematoso, vulnerrio, , colagogo, colertico, aperiente, antiescorbtico, provedor de vitaminas, rico em Potssio, antigotoso, antianmico, anti-reumtico, cardiotnico, emagrecedor, anticolesterol, purifica o sistema vascular, aumenta a irriga豫o do tecido conjuntivo, antilitisico, antihemorroidal, antidiabtico, aperiente, aumenta a lacta豫o, entre outras propriedades.
Formas de administra豫o : Salada das folhas cruas (poucas),
Ch por infuso (folhas) ou decoc豫o (planta toda) a 1% ( 10 Gr. por litro de gua) , tomar 1 xcara 3 vezes ao dia.
Tintura - 20 a 30 gotas 3 vezes ao dia (adultos, na criana varia com a idade)
Uso na gesta豫o e lacta豫o ; Sem referncias na literatura consultada
ESTE CH EST CONTRA INDICADO NOS CASOS DE OCLUS홒 DO DUCTO BILIAR.


CHAPU DE COURO : Echinodorus macrophyllus -
Aumenta a excre豫o de 햎ido rico, graas a um aumento da filtra豫o glomerular, sendo considerado alm de depurativo, um poderoso anti-reumtico, possui ainda fun豫o diurtica, laxativa, heptica, colagoga, antiinflamatria, adstringente e energtica.
Formas de administra豫o : Ch por decoc豫o de suas folhas a 2 %, tomar 1 xcara 3 vezes ao dia.
Tintura - 20 a 30 gotas 3 vezes ao dia.
Uso na gesta豫o e Lacta豫o : Sem referncias na literatura consultada

SALSAPARRILHA : Smilax officinalis Tem forte a豫o depurativa, estimula o epitlio renal, sendo portanto, diurtica, diafortica, favorece a excre豫o do cido rico e da ria, sendo auxiliar no tratamento de manifesta寤es gotosas, tem efeito anticolesterol, pois forma um complexo solvel com o mesmo, como tem efeito protetor sobre a pele utilizado tambm, em algumas dermatites e manifesta寤es cutneas, como eczemas, urticrias, feridas , lceras, manchas.
Formas de administra豫o : Ch das razes por decoc豫o, a 5 %, tomar 1 xcara 3 vezes ao dia
Tintura 20 a 30 gotas 3 vezes ao dia
A Salsaparrilha tomada em excesso, alm de no produzir efeito benfico, pode provocar nuseas, vmitos, saliva豫o e queda acentuada de pulso
Uso na gesta豫o e lacta豫o : Esta contra indicado seu uso

CARQUEJA : Baccharis trimera -
Devido aos seus princpios amargos, que estimulam a produ豫o de Bile e Suco Gstrico, exerce uma fun豫o benfica sobre o Fgado e Intestinos, e purifica as toxinas do sangue.
depurativa, diurtica, colertica, colagoga, tnica, amarga, estomquica, eupptica, hipoglicemiante anti-reumtica, febrfuga, antidiarreica, vermfuga, antiasmtica...
Formas de administra豫o : Ch da planta toda por infuso ou decoc豫o, a 2,5 %, tomar 1 xcara 3 vezes ao dia
Tintura - 20 a 30 gotas 3 vezes ao dia
Uso na gesta豫o e lacta豫o : No h referncias na literatura consultada

CAVALINHA : Equisetum arvense
Possui a豫o depurativa, auxilia na elimina豫o de substncias txicas, um diurtico suave, com a豫o adstringente e reguladora do trato genito-urinrio, que til na incontinncia urinria em crianas, antiinflamatria, hemosttica, sebosttica, anti-acne, cicatrizante, tonificante, revitalizante, participa da calcifica豫o dos ossos devido sua a豫o remineralizante, atribuda ao Silcio, age sobre as fibras elsticas das artrias, diminuindo o risco de ateromatose, principalmente em pessoas com o colesterol elevado, estimula o metabolismo cutneo, tonificando e revitalizando unhas e pele, atua de maneira especfica em inflama寤es da prstata, e desenvolve certa a豫o antimicrobiana.
Formas de administra豫o : Ch dos brotos verdes, decoc豫o, a 5 %, tomar 1 xcara 3 vezes por dia
Suco da planta com gua e mel 3 vezes por dia
Tintura 20 a 30 gotas 3 vezes por dia
Uso durante a gesta豫o e lacta豫o : No h referncias na literatura consultada


BARDANA : Arctium lappa L.
Possui uma forte a豫o depuradora do sangue, colertica, aumentando a secre豫o biliar e heptica, possui atividade hipoglicemiante, diurtica e sudorfica, auxiliando na elimina豫o do cido rico.
Sua principalindica豫o terapeutica em doenas crnicas da pele, possui um princpio antibitico eficiente sobre bactrias Gram + ( Estafilicocos e Estreptococos), sendo muito ativa em processos como furunculose, abcessos, acne, eczemas, dermatoses purulentas permitindo a cicatriza豫o de muitas feridas e ulcera寤es, tambem utilizada para acalmar a dor de picadas de insetos como a aranha, devido sua capacidade de neutralizar venenos
Formas de administra豫o : Ch das razes por decoc豫o 4 %, tomar 1 xcara 3 vezes ao dia
Tintura - 20 a 30 gotas 3 vezes ao dia. OUTRAS ERVAS DEPURATIVAS

Artemisia (Artemisia vulgaris), Agrio (Nasturtium officinale) Anil (Indigosa suffruticosa), Bolsa de Pastor (Zeyheria montana), Borragem (Borago officinalis), Canela de Perdiz (Croton antusyphiliticus), Caroba (Jacarand brasiliana), Cip-Suma (Anchietea salutaris), Cip-Caboclo(Davilla rugosa), Confrei (Symphytum officinalis), Congonha de Bugre (Vilaresia congonha), Erva de Bicho (Polygonum acre), Japecanga (Smilax japecanga), Guaco (Mikanta glomerata), Mama Cadela (Brosimum gauichaudii), Panacia (Penax quinquefolium), Serralha (Sonchus oleraceus), Sete Sangrias (Cuphea mesostemon), Tanchagem (Plantago major), e muitas outras...
Quando iniciamos um processo de depura豫o, podemos associar algumas ervas a fim de obter um efeito depurativo mais abrangente, e tambm no sobrecarregar o organismo com os elementos particulares de cada planta.

Em nosso Ambulatrio utilizamos um Composto Depurativo, que contm :

Chapu de Couro, Quina Rosa, Suma Roxa e Salsaparrilha.
Numa dosagem que varia de 20 a 30 gotas dependendo do pso e do grau de intoxica豫o da pessoa, num perodo de 20 dias, e aps isto feita nova avalia豫o.
Os chs depurativos, fazem uma complementa豫o das tinturas, sendo receitados de forma varivel em cada caso particular,
ex :
TINTURA :
Tratamento de 20 dias com o Composto Depurativo, 20 gotas num clice de gua 3 vezes ao dia,e,
CH :
Ch de Dente de Leo pela manh, ou Tanchagem, etc.
Ch de Carqueja tarde, ou Sete Sangrias, etc.
Ch de Alcachofra noite, ou cavalinha, etc.

Variando os chs, teremos um efeito depurativo abrangente, sem sobrecarregar o organismo com as mesmas substncias depurativas. Pode-se fazer mltiplas combina寤es adequadas cada caso.

O processo de DEPURA플O POR FITOTER핻ICOS dever ser aplicado de acordo com a necessidade, e aps se considerar no s os motivos que a indiquem como tambm o estado de intoxica豫o da pessoa, para que se possa prepara-la para uma limpeza profunda porm sem desencadear, fortes sintomas relacionados Sindrome de Cura.
O processo de DEPURA플O NATURAL, que o ideal, poder ser conseguido, atravs de Hbitos e Alimenta豫o Saudveis.

Joo Carlos Tyll